Resumo

Resolvendo as coisas.

Este guia deve fornecer uma base suficiente em gerenciamento de crises para começar. Não é de forma alguma abrangente, pois há simplesmente muitas variáveis ​​a serem consideradas, como seu setor, tamanho da empresa, experiência em gerenciamento de crises, localização, etc. para cobrir todos os cenários possíveis.

Esperamos que você considere a criação de um plano mais cedo ou mais tarde. A capacidade de sua empresa de se manter firme quando ocorre uma crise não é boa apenas para seus resultados financeiros, mas também para seus funcionários, clientes e a economia de Washington.

Você também não precisa começar com um plano grandioso. Em vez disso, comece simples. Por exemplo, pergunte-se se um terremoto acontecer amanhã, quais suprimentos de emergência devem estar disponíveis para cuidar de seus funcionários se eles precisarem de abrigo no local. Isso inclui coisas como lanternas, kits de primeiros socorros, rações de emergência, água e até mesmo um apito nas estações de trabalho para que você possa saber se alguém está preso se parte do prédio desabou ou a porta de um escritório emperrou.

O sucesso de um plano de crise bem elaborado não está no planejamento ou na papelada, mas na capacidade de enfrentar uma crise de frente, enfrentá-la com confiança e emergir do outro lado. Conforme observado no início deste guia, uma crise não é uma questão de se, mas de quando.

Quando a próxima crise acontecer, você estará pronto? E se você estiver pronto, a situação será um desafio, uma oportunidade ou ambos?

Para obter mais informações, pesquise “planejamento de crise” ou “comunicação de crise” online ou em sua biblioteca ou livraria local. A Amazon.com também tem uma ampla seleção de livros disponíveis sobre o assunto de planejamento de crise e comunicação.